Google+ Feliz Dia Internacional da Mulher | Nana Pauvolih

Feliz Dia Internacional da Mulher

Homenagem às minhas queridas amigas!



Eu estava parada perto da entrada, observando a festa que acontecia.
Ao meu lado, minha melhor amiga e companheira de todas as horas, Danka Maia. 
Eu pensava o quanto era uma mulher sortuda, por ter uma amiga como ela, já que passamos poucas e boas juntas. Crescemos e batalhamos lado a lado, como profissionais e como seres humanos e nossa jornada continuava.
Eu também me sentia muito feliz por ver as pessoas queridas naquela festa. A maioria era de mulheres. Os homens eram poucos e todos filhos meus. Alguns já eram bem conhecidos, outros ainda seriam. Se preparavam para aparecer, como Mario, Rico, Heitor, Gaio, Gael, Daniel e outros.
As pessoas se divertiam, brincavam, sorriam, dançavam. Outras paqueravam. Umas eu conhecia só de nome. Outras há mais tempo, lado a lado comigo desde o início. Mas gostava de todas. Pois cada uma fazia parte da minha vida.
Com um sorriso nos lábios, observei os grupos. 
Havia várias meninas em volta de Arthur, mas uma delas, engraçada e um amor de pessoa, era a que mais monopolizava a atenção dele. Elena o fazia rir e os olhos negros dele brilhavam para ela. Roberta chegava perto para puxar assunto com eles. Ao lado, Mariana tentava se decidir se continuava perto ou ia até Rafael, de papo com Luciana, ou Antônio, cercado por Simone, Sara, Fabiana e várias outras meninas, todas lindas como elas, como Goretti, Cristina, Yonara, Ninha, Mara, Joelma, Rúbia e Sueleide.
Perto dali, Matt conquistava olhares e sorrisos com seu ar de anjo caído, Maria Cachucha conversando com ele, enquanto Vanessa e Glícia disputavam sua atenção por que o conheciam há mais tempo, desde os treze anos. Kelly Fernanda também tentava se decidir, afinal tinha muito rapaz bonito ali, mas se mantinha perto de Matt com Fernanda Ramalho, Ju e Claudia. Núbia e Sílvia chegavam perto para completar a galera.
João Pedro tinha esquecido seu chicote em casa, mas já olhava as meninas imaginando qual delas seria uma boa submissa. Kilakia? Tarciana? Erica Stefanine? Babi? Carina? Sônia? Maria Falcão? Algumas das Marias e Anas do grupo? Yara? Lançava também olhares às duas um pouco mais quietas, que não conseguiam tirar os olhos dele: Leslie e Norma, ambas uma graça. 
Augusto era bem sério, com cara de mau, mas isso não afastava Lucivan Miranda e Maristela, que o achavam bem sensual logo ao primeiro olhar. Marlene se mantinha bem juntinho de Thor, cheia de charme, embora várias outras moças tentassem se aproximar do bonitão, como Ilana, Tarciana e Renata.
Miguel tinha chegado há pouco tempo e conversava com Sílvia, mas Raoul veio bater papo com eles acompanhado de Mari,Nádia e Sophia, com Catharina rindo e brincando. Mara, Débora, Annita, Lane e Eliane também ficavam indecisas se iam para João ou Arthur, quem sabe Matt ou Raoul? 
Diana, Caroline, Fabíola e Aparecida resolveram cercar Diogo de atenção, afinal, que resistia aos olhos azuis e sensuais de um dos mais experientes do grupo? Assim com Alyucha, Patrícia e Thaís.
Gabriel estava sem Davi naquele dia, mas o que não faltou foi companhia das belas e maravilhosas meninas do grupo, pois aquele era um grupo unido e feliz, de lindas mulheres que mereciam toda sorte e todo amor do mundo.
Mulheres guerreiras e apaixonadas, cheias de sonhos e riso nos olhos, cada uma com sua vida e seus problemas, suas realidades e amores, mas unidas ali com meus filhos para se divertirem, viajarem, sonharem. Por que o que era da vida sem sonhos e esperanças?
Eu também sou uma dessas mulheres. E nesse dia lindo, 8 de março, espero que cada uma delas seja reconhecida em sua essência. E é para elas, minhas amadas e queridas amigas, que eu, Nana Pauvolih, e todos os meus filhos, desejos um delicioso DIA INTERNACIONAL DA MULHER!
Não pude citar todas na homenagem, mas segue abaixo uma lista com o nome das queridas do meu grupo. Desculpe se faltou alguém, pois fui copiando e não sei se deixei algum nome de fora, mas sintam-se todas amadas, queridas e homenageadas por mim. 
Um beijão! O dia é nosso, minhas lindas!

Nana Pauvolih